Um relato pessoal


Resultado de imagem para flor silvestre natureza

No livro de Barbara Brennan, Luz Emergente, ela nos fala que quando alinhamos nosso propósito com o Self - o Eu Superior, todas as nossas ações, mesmo as menores e cotidianas atitudes, passam a servir a este propósito.

Não é preciso saber exatamente qual o meu propósito ou minha missão nesta vida. Apenas me decidi em favor do Bem no mundo, e de me colocar a serviço de Deus, como Ele quisesse.

De fato, percebo que tudo que faço converge neste sentido, embora eu não saiba o que a vida me trará no próximo ano ou depois. Sei que será ainda melhor. Assim tenho caminhado nos últimos quase vinte anos. Desde a Unipaz, passo inicial e decisivo em minha jornada, passando pela Biodanza, Reiki, Kwan Yin, Mãos de Luz, São Miguel, Reconexão, mais Biodanza, até Um Curso em Milagres.

A família, os cachorrinhos, o gosto pela cozinha, e os artezanatos (por que será que sempre fiz Espírtios Santos, Jesus e São Miguel?), os blogues, o livro de 2004 - De Volta à Casa do Pai, estão obviamente alinhados com o mesmo propósito. Acho que é isso que Jesus quer dizer quando fala que o Espírito Santo utiliza todas as nossas capacidades.

Um caminho trilhado com imensa gratidão e alegria. A alegria é sempre o sinal que estamos no caminho certo. Está lá no Ucem: todo aprendizado que traz alegria é o aprendizado do Espírito Santo. Entendi que Espírito Santo e Self são a mesma coisa, ambos representam o Guia interno, seja no processo de individuação - segundo Jung, nossa jornada em direção a nossa Luz - Brennan, e o caminho para Deus - Ucem.

Porém quando recebi o livro de Um Curso, uma pesada xerox tirada com uma amiga, eu tratei logo de engavetá-lo. Não devia estar pronta para ele, ou foi meu ego tratou rapidamente de retirá-lo de minha vista... Assim ficou por um ou dois anos.

Um dia eu o abri e comecei a ler. Creio que há uns cinco anos. Li tudo em dois anos, depois mais de um ano para as Lições, digerindo tudo lentamente, indo adiante e para trás, sublinhando milhares de linhas e textos, marcando muitas e muitas orelhinhas em páginas preciosas...

Depois de terminá-lo não conseguia soltá-lo. Por fim decidi fazer novamente os exercícios, e neste interim, ao início deste ano, pensei se não seria bom montar um grupo de estudos a respeito. Inspirada por esta ideia montei não um, mais dois grupos, de forma que estou relendo o livro duas vezes! Além dos exercícios que continuo fazendo.

Comprei o livro afinal, encapei-o com tecido, talvez para que tivesse a capa florida e bela, como revela seu conteúdo. E descobri que minha primeira leitura foi ainda muito superficial para apreendê-lo. Como diz o livro, ensinar é aprender, e posso dizer que sou uma aluna muito interessada, e que estou processando e aprofundando todos os ensinamentos.

Se a primeira leitura já trouxe inevitáveis mudanças em minha vida, posso dizer que agora novas mudanças se processam, e que olho com mais gratidão e compreensão por todos os estudos que vivi. É certo, tudo me trouxe até aqui e ao conhecimento deste livro.

Não posso também deixar de fazer uma conexão entre a Biodanza e Ucem. Na Biodanza vivemos encontros cheios de presença e amor, que fazem um caldeirão de milagres acontecerem. Recebi tantas curas emocionais, tantas bênçãos, que só posso dizer que foi o Espírito Santo que me levou para lá. Encontros pontos em comum, e digo que um é o estudo, o outro a prática. É sem dúvida um sonho bom, antes do despertar.

Depois eu não sei, eu não sei nada. Aprendo a me soltar, a me deixar levar num barco leve, que atravessa mares, ao Sopro de Deus...



Comentários

Encontros em UCEM

Nossos encontros acontecem em Brasília, a 2 km do balão do aeroporto, nas quartas-feiras de 16 às 18 horas, e quintas-feiras de 19 às 21 horas, gratuitamente.
Entre em contato com Ana Liliam em analiliamventura@gmail.com e (61)98153-8369.