Capítulo 4 - II A Voz por Deus

1. A cura não é criação, é reparação. O Espírito Santo promove a cura olhando além dela para o que eram as crianças de Deus antes que a cura fosse necessária, e para o que serão quando tiverem sido curadas. Essa alteração da seqüência temporal deveria ser bastante familiar porque é muito similar ao deslocamen-to na percepção do tempo que o milagre introduz. O Espírito Santo é a motivação para a mentalidade milagrosa; a decisão de curar a separação, deixando que ela se vá. A tua vontade ainda está em ti porque Deus colocou-a em tua mente e embora possas mantê-la adormecida, não podes obliterá-la. O próprio Deus mantém a tua vontade viva, transmitindo-a a partir da Sua Mente para a tua enquanto o tempo exis-tir. O milagre em si é um reflexo dessa união de vontade entre Pai e Filho.

2. O Espírito Santo é o espírito da alegria. Ele é o Chamado para o retorno com o qual Deus abençoou as mentes de Seus Filhos separados. Essa é a vocação da mente. 4A mente não tinha nenhuma vocação* até a separação, porque antes disso tinha apenas o que ela é e não teria compreendido o chamado para o pensa mento certo. O Espírito Santo é a Resposta de Deus à separação, o meio pelo qual a Expiação cura até que toda a mente volte outra vez a criar.

3. O princípio da Expiação e a separação começaram ao mesmo tempo. Quando o ego foi feito, Deus colo-cou na mente o chamado para a alegria. Esse chamado é tão forte que o ego sempre se dissolve ao seu som. Essa é a razão pela qual tens que escolher ouvir uma dentre as duas vozes dentro de ti mesmo. Uma tu mesmo fizeste e essa não é de Deus. Mas a outra te foi dada por Deus, Que apenas te pede para escutá-la. O Espírito Santo está em ti num sentido muito literal. Sua é a Voz Que te chama de volta para onde antes estavas e estarás outra vez. Mesmo nesse mundo é possível ouvir apenas essa Voz e nenhuma outra. É preciso esforço e muita disposição para aprender. É a lição final que eu aprendi e os Filhos de Deus são tão iguais como aprendizes quanto como filhos.

4. Tu és o Reino do Céu, mas tens permitido que a crença nas trevas entre na tua mente e, portanto, preci-sas de uma nova luz. Tens que permitir que o Espírito Santo, que é radiância, possa banir a idéia da escu-ridão. Sua é a glória diante da qual a dissociação cai por terra e o Reino do Céu penetra no que lhe é pró-prio. Antes da separação, não precisavas de orientação. Tu conhecias como virás a conhecer novamente, mas como não conheces agora.

5. Deus não guia, porque Ele só pode compartilhar o conhecimento perfeito. A orientação é avaliativa, porque pressupõe que exista um caminho certo e também um caminho errado, um caminho a ser escolhi-do e outro a ser evitado. Ao escolher um, desistes do outro. A escolha pelo Espírito Santo é a escolha por Deus. Deus não está em ti em um sentido literal, tu és parte Dele. Quando escolheste deixá-Lo, Ele te deu uma Voz para falar por Ele, pois não podia mais compartilhar Seu conhecimento contigo sem im-pedimento. A comunicação direta foi quebrada porque tinhas feito uma outra voz.

6. O Espírito Santo te chama tanto para lembrar como para esquecer. Tu escolheste estar em um estado de oposição no qual opostos são possíveis. Como resultado, há escolhas que tens que fazer. No estado de santidade a vontade é livre, de forma que seu poder criativo é ilimitado e a escolha é sem significado. A liberdade de escolher é ó mesmo poder que a liberdade de criar, mas sua aplicação é diferente. A escolha depende de uma mente dividida. O Espírito Santo é um modo de escolher. Deus não deixou Suas crianças sem consolo, mesmo que elas tenham escolhido deixá-Lo. A voz que puseram em suas mentes não foi a Voz pela Vontade de Deus em nome da qual fala o Espírito Santo.

7. A Voz do Espírito Santo não comanda, pois é incapaz de arrogância. Não exige, porque não busca o controle. Não vence, porque não ataca. Simplesmente lembra. É capaz de compelir devido apenas ao que ela te relembra. Traz à tua mente o outro caminho, permanecendo quieta mesmo em meio ao tumulto que possas fazer. A Voz por Deus é sempre quieta porque fala de paz. A paz é mais forte do que a guerra por-que cura. A guerra é divisão, não soma. Ninguém ganha com a discórdia. Que aproveitará a um homem ganhar o mundo inteiro se vier a perder a sua alma? Se escutas a voz errada, perdeste de vista a tua alma. Tu não podes perdê-la, mas podes não conhecê-la. Assim sendo, ela está "perdida" para ti até que escolhas certo.

8. O Espírito Santo é o teu Guia na escolha. Ele está na parte da tua mente que sempre fala a favor da es-colha certa, porque fala por Deus. Ele é a tua comunicação remanescente com Deus, que podes interrom-per, mas não podes destruir. O Espírito Santo é o caminho no qual a Vontade de Deus é feita assim na terra como no Céu. Tanto o Céu quanto a terra estão em ti, porque o chamado de ambos está na tua men-te. A Voz por Deus vem dos teus próprios altares a Ele. Estes altares não são coisas, são devoções. No en-tanto, tu tens outras devoções agora. A tua devoção dividida te deu as duas vozes e tens que escolher em que altar queres servir. O chamado a que respondes agora é uma avaliação, porque é uma decisão. A deci-são é muito simples. Ela é tomada tendo por base qual é o chamado que tem maior valor para ti.

9. A minha mente sempre será como a tua porque nós fomos criados como iguais. Foi apenas a minha decisão que me deu todo o poder no Céu e na terra. Minha única dádiva a ti é ajudar-te a tomar a mesma decisão. Essa decisão é a escolha de compartilhá-la, porque a decisão em si é a decisão de compartilhar. Ela é tomada pelo ato de dar, sendo, portanto, a única escolha que se assemelha à criação verdadeira. Eu sou o teu modelo para a decisão. Decidindo-me por Deus eu te mostrei que essa decisão pode ser tomada e que tu podes torná-la.

10. Eu te assegurei que a Mente que decidiu por mim está também em ti, e que podes deixar que ela mude a ti assim como mudou a mim. Essa Mente é inequívoca, pois ouve apenas uma Voz e responde de apenas um modo. Tu és a luz do mundo comigo. O descanso não vem do sono, mas do despertar. O Espírito Santo é o chamado para despertar e ser contente. O mundo está muito cansado porque ele é a idéia da exaustão. Nossa tarefa é a obra alegre de despertá-lo para o Chamado Daquele que fala por Deus. Todos responde-rão ao Chamado do Espírito Santo, ou a Filiação não pode ser una. Que melhor vocação poderia haver para qualquer parte do Reino, do que restaurá-lo à integração perfeita capaz de fazê-lo íntegro? Ouve apenas isso através do Espírito Santo dentro de ti e ensina os teus irmãos a escutar assim como eu estou te ensinando.

11. Quando és tentado pela voz errada, chama por mim para lembrar-te como curar compartilhando a minha decisão e fazendo com que ela seja mais forte. Na medida em que compartilhamos essa meta, au-mentamos o seu poder para atrair toda a Filiação e trazê-la de volta à unicidade em que foi criada. Lem-bra-te que "jugo" significa "união" e "fardo" significa "mensagem*." Vamos reformular "Meu jugo é suave e meu fardo é leve", deste modo: "Vamos nos unir pois a minha mensagem é Luz."

12. Eu determinei que te comportasses como eu me comportei, mas para fazer isso nós temos que respon-der à mesma Mente. Essa Mente é o Espírito Santo, Cuja Vontade é sempre a favor de Deus. Ele te ensina como ter em mim o modelo para o teu pensamento e conseqüentemente comportar-te como eu. O poder de nossa motivação conjunta está além da crença, mas não além da realização. O que nós podemos reali-zar juntos não tem limites, pois o Chamado Daquele que fala por Deus é o chamado ao ilimitado. Criança de Deus, minha mensagem é para ti, para que a ouças e a transmitas aos outros à medida em que respondes ao Espírito Santo dentro de ti.

Comentários

Encontros em UCEM

Nossos encontros acontecem em Brasília, a 2 km do balão do aeroporto, nas quartas-feiras de 16 às 18 horas, e quintas-feiras de 19 às 21 horas, gratuitamente.
Entre em contato com Ana Liliam em analiliamventura@gmail.com e (61)98153-8369.